Tratamento para dermatite atópica canina

Conheça essa doença de pele que pode atingir os cães e saiba como tratá-la

A pele é constituída por três partes: epiderme, derme e hipoderme. Assim como outras regiões do corpo, a pele pode apresentar várias doenças. Uma delas é a dermatite atópica, um tipo de inflamação crônica que atinge a derme.

Hoje, vamos falar da doença no meio veterinário, a dermatite atópica canina (DAC), que atinge os cães e causa alergia.

Entenda o que é dermatite atópica canina, qual o seu tratamento e como é importante usar antipulgas, por exemplo, para evitar outros problemas de pele durante o tratamento da doença.

O que é dermatite atópica?

tratamento canino

A dermatite atópica canina, também conhecida como atopia, é uma doença de pele que atinge a derme dos cães. Ela provoca uma alergia que causa inflamação e hipersensibilidade.

O sintoma mais comum da doença é a coceira extrema, já que, para aliviar o desconforto causado pela doença, os cães se coçam constantemente, o que acaba causando feridas e outros problemas de pele.

Como a dermatite atópica afeta os cães?

Ao longo de todo o dia, os cães entram em contato com alérgenos, tais como pó, ácaros, caspa, fungos, produtos químicos, fertilizantes, pólen, penas, mordidas de animais, entre outros. Embora esse contato seja comum e cotidiano, alguns cães apresentam mais sensibilidade aos alérgenos, desencadeando a dermatite atópica.

Embora a dermatite atinja todos os cães, os mais jovens são os mais afetados. Além disso, existem raças mais propensas a desenvolver a doença.

Ainda não há um consenso científico do porquê a doença tem aumentado de casos nos últimos tempos. Contudo, sabe-se que a genética é um importante fator de influência. Por esse motivo, cães com linhagem mais restrita têm mais chances de desenvolver a atopia. Algumas das raças mais propensas são: shih-tzu, maltês, labrador e buldogue francês.

Sintomas

Os primeiros sintomas que os pets apresentam da dermatite atópica é a coceira. Contudo, a coceira é um sintoma muito comum, já que, normalmente, os pets se coçam. Por isso, ela pode representar tanto alergias quanto sentimentos simples, como tédio.

Devido a isso, torna-se mais difícil o diagnóstico da atopia. Mas, além da coceira, também podem aparecer outros sintomas, como:

  • coceira excessiva e/ou lambedura;
  • perda de pelo;
  • olhos chorosos;
  • otite de repetição (resultado de alergias);
  • rinite alérgica;
  • pele espessa;
  • vermelhidão e descamação na pele;
  • escurecimento da pele (hiperpigmentação);
  • lesões causadas por fungos e bactérias.

Caso o tutor note algum desses sintomas, é essencial que ele busque um médico-veterinário para fazer o diagnóstico correto e auxiliar durante o tratamento.

Como é feito o diagnóstico?

Por ter sintomas bastante semelhantes aos de outras doenças, a dermatite atópica pode ser difícil de diagnosticar. Para tanto, o veterinário pode solicitar um estudo de alergia, no qual se recolhe uma amostra de sangue do animal.

Contudo, o estudo de alergia pode não ser tão eficaz, sendo necessário fazer uma análise intradérmica, em que são introduzidas pequenas quantidades de alérgenos no cão. Aquele que sofrer de atopia terá reação imediata ao alérgeno.

Como tratar a atopia?

A dermatite atópica ainda não tem cura. Assim, quando é feito o diagnóstico, os tutores realizam o controle da doença sempre junto ao médico-veterinário, visando fornecer uma melhor qualidade de vida ao animal. O tratamento varia de cão para cão, levando em conta o avanço da doença, quais suas causas e se há outras infecções.

Como o objetivo é reduzir ou eliminar os alérgenos, o cão pode precisar mudar sua dieta ou, até mesmo, de casa e ambiente. Além disso, o tratamento utiliza anti-histamínicos, shampoos para atopia, controle de infecções secundárias, além de uso de suplementos e rações hipoalergênicas.

Como a pele do cão já está sensível, é importante evitar outros problemas de pele, como pulgas e carrapatos. Para tanto, consulte o médico-veterinário e veja a necessidade de utilizar antipulgas de prevenção e outros métodos para prevenir e tratar demais problemas.